Navigation

Skiplink navigation

Abertura do Pavilhão Le Corbusier

Christian Beutler/Keystone

O "Gesamtkunstwerk" ou "obra de arte total" - o pavilhão é uma verdadeira obra de arte arquitetônica. Foi o último e único projeto construído pelo arquiteto suíço-francês Le Corbusier na parte de língua alemã da Suíça.

Este conteúdo foi publicado em 13. maio 2019 - 13:21

O pavilhão de exposições é projetado inteiramente de acordo com o sistema Modulor, uma escala antropométrica de proporções concebida por Le Corbusier baseada no corpo humano e na proporção áurea. Com este colorido edifício nas margens do Lago de Zurique, Le Corbusier percebeu seu conceito de síntese da arquitetura, vida e arte na vida real.

Christian Beutler/Keystone


O pavilhão foi concluído no verão de 1967. Foi o resultado de uma iniciativa de Heidi Weber, designer de interiores e amiga do arquiteto, que realizou o projeto apesar do ceticismo e resistência da cidade de Zurique, com seu próprio dinheiro e sem apoio público.

“Nenhuma pessoa que pensa visitar este edifício duvidará que o espírito de Le Corbusier fala nesta casa” – disse Heidi Weber na cerimônia de abertura em 1967.

Keystone

O Pavilhão Le Corbusier reabriu recentemente após uma renovação cuidadosa em meio à controvérsia entre o antigo proprietário e a cidade sobre a marca da nova instituição.  

O pavilhão está aberto de maio a novembro. Sob a égide do Museum für Gestaltung, exposições temporárias, eventos e workshops abordam várias áreas da ampla obra e o grande carisma de Le Corbusier.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo