Nenhuma ajuda em vista para o setor cultural abalroado pela Covid

Representantes de diferentes organizações culturais reuniram-se com o Ministro do Interior Alain Berset para discutir a difícil situação dos artistas na Suíça, devido às restrições para eventos públicos. Keystone/Alessandro Della Valle

O Ministro do Interior Alain Berset diz não ter certeza se o apoio financeiro é suficiente para o setor cultural na Suíça duramente atingido pelas restrições governamentais devido à pandemia de Covid-19.

Este conteúdo foi publicado em 16. novembro 2020 - 18:49
swissinfo.ch/ug

O Ministro do Interior Alain Berset diz não ter certeza se o apoio financeiro é suficiente para o setor cultural na Suíça duramente atingido pelas restrições governamentais devido à pandemia de Covid-19.

"As coisas não estão ficando mais fáceis para o setor cultural que se vê confrontado com uma segunda onda da pandemia", disse uma declaração publicada após a reunião de segunda-feira entre Berset e representantes de cerca de 20 organizações diferentes.

Berset também é citado a dizer que está ciente dos "enormes desafios" para os artistas e organizadores na situação atual.

Em setembro, o parlamento aprovou CHF 130 milhões (US$142 milhões) para o próximo ano para ajudar a amenizar o impacto da crise da Covid. O governo também concordou com um pacote de ajuda no valor de CHF280 milhões no início deste ano.

Em resposta a um número crescente de infecções por Covid nos últimos dois meses, o governo impôs novas restrições, limitando o número máximo de pessoas em eventos públicos a 50 no final de outubro.

Alguns cantões introduziram medidas mais rigorosas, fechando teatros, cinemas e locais de concertos, num esforço para deter a propagação do vírus.

Muitos artistas independentes e organizadores de eventos dizem estar lutando para sobreviver, pois a maioria dos eventos culturais foram cancelados ou adiados e outras opções são poucas e distantes.

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

Partilhar este artigo