Perspectivas suíças em 10 idiomas

Portugal e Argentina brilham no festival (virtual) de cinema de Locarno

Piazza Grande de Locarno
O Festival de Cinema de Locarno atrai, em condições normais não-pandêmicas, um público de até 8.000 pessoas por dia. Keystone / Pablo Gianinazzi

O júri internacional do Festival de Locarno anunciou os prêmios da edição virtual deste ano, mas os vencedores argentinos e suíços dos prêmios Pardo para os melhores projetos cinematográficos não os receberão pessoalmente, pois o festival está sendo realizado praticamente online este ano.

Em vez de promover uma competição entre produções do último ano, como de praxe, o festival decidiu apoiar produções independentes que foram suspensas devido à pandemia. Dez filmes da Suíça e dez do exterior participaram de uma seção chamada “Os Filmes Depois de Amanhã”, com dois vencedores cada um recebendo um prêmio de CHF 70.000 (US$77.000).

O documentário da mestra argentina Lucrecia Martel “Chocobar”, sobre o assassinato do ativista Javier Chocobar em 2000, foi considerado um dos dois melhores projetos. O outro Pardo de CHF 70.000 foi para “Zohari”, da diretora suíça Mari Alessandrini.

A trama de Zohari também está baseada na Argentina, contando a história de uma amizade entre uma garota de raízes suíças e um índio Mapuche na estepe patagônica.

Em 2019 Portugal já havia levado o prêmio máximo da competição, com “Vitalina Varela”, de Pedro Costa. Este ano, o país também não saiu de mãos vazias. O prêmio especial do júri Campari foi para “Selvajaria”, do português Miguel Gomes, baseado na obra “Os Sertões”, de Euclides da Cunha. O prêmio Swatch, dotado de CHF 30.000 foi ganho por “De Humani Corporis Fabrica” de Verena Paravel e Lucien Castaing-Taylor.

O júri concedeu o prêmio SRG SSR (oferecido pela empresa-mãe da swissinfo.ch) para o filme “Lux” de Raphaël Dubach e Mateo Ybarra.

swissinfo.ch/ets

Preferidos do leitor

Os mais discutidos

Notícias

aeroporto

Mostrar mais

Aeroporto de Genebra cobrará taxa de atraso em 2025

Este conteúdo foi publicado em O Aeroporto de Genebra pretende lançar um sistema de cotas de poluição sonora no próximo ano. Os voos que partirem após as 22h terão que pagar uma taxa.

ler mais Aeroporto de Genebra cobrará taxa de atraso em 2025
imagem

Mostrar mais

Suíços não se preocupam em perder empregos para a IA

Este conteúdo foi publicado em A inteligência artificial (IA) está influenciando a vida profissional cotidiana. Na Suíça, muitas pessoas já têm experiência com IA, inclusive em seus empregos.

ler mais Suíços não se preocupam em perder empregos para a IA

Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

SWI swissinfo.ch - sucursal da sociedade suíça de radiodifusão SRG SSR

SWI swissinfo.ch - sucursal da sociedade suíça de radiodifusão SRG SSR