Perspectivas suíças em 10 idiomas

Credit Suisse ignorou mais de 100 ‘alertas vermelhos’, diz regulador

credit suisse
Keystone / Urs Flueeler

Um relatório da agência reguladora do mercado financeiro suíço FINMA alega que o banco ignorou mais de 100 avisos de possível violação dos regulamentos. 

No domingo, o jornal NZZ am Sonntag relatou que a direção do Credit Suisse havia negligenciado violações de regulamentos durante anos e que o banco lidera a lista de instituições investigadas pela FINMA neste momento. 

Nos últimos anos, a FINMA iniciou cinco processos contra o banco para remediar estas omissões. Os casos mais recentes dizem respeito aos bilhões perdidos através dos fundos Greensill e Archegos. Também estão em curso investigações sobre lavagem de dinheiro e espionagem corporativa. Um relatório mostra que o Credit Suisse ignorou mais de 100 alertas vermelhos no total.

O jornal SonntagsBlick destacou um dessas alarmes por volta da época em que Urs Rohner era chefe do conselho de administração. Trata-se de um consultor de clientes que administrava os fundos de milionários da Europa do Leste que rendiam ao banco cerca de CHF 25 milhões de francos por ano. De acordo com o SonntagsBlick, ele teria investido os ativos de seus clientes em aplicações de alto risco sem seu conhecimento, falsificado documentos e forrado seus próprios bolsos no processo. Apesar dos avisos, ele supostamente continuou a trabalhar para o banco e só foi demitido em 2015 após especulações maciças.

O jornal SonntagsZeitung escreveu que as pesadas perdas do banco também têm conseqüências políticas. A questão do Credit Suisse está na agenda do comitê econômico da Câmara dos Deputados na próxima semana. O principal tema de discussão será se e como a regulamentação dos grandes bancos deve ser reforçada. A maior necessidade de ação é na área de gestão de risco, onde existem claras lacunas. Um membro da FINMA também estará presente para responder a perguntas.


 

swissinfo.ch/ets

Notícias

Imagem

Mostrar mais

Mercado brasileiro de café atrai Nestlé

Este conteúdo foi publicado em Por meio de sua marca Nescafé, a empresa está focando especialmente nas necessidades e desejos do mercado jovem.

ler mais Mercado brasileiro de café atrai Nestlé
Imagem

Mostrar mais

FIFA abre portas para sair da Suíça

Este conteúdo foi publicado em A entidade máxima do futebol internacional lançou as bases formais para uma saída teórica de sua sede em Zurique.

ler mais FIFA abre portas para sair da Suíça
Imagem

Mostrar mais

Suíça introduz banco de dados para passageiros aéreos

Este conteúdo foi publicado em A Suíça planeja introduzir um banco de dados para os passageiros de voos para coletar e processar dados pessoais em uma tentativa de combater o terrorismo e crimes graves.

ler mais Suíça introduz banco de dados para passageiros aéreos

Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

SWI swissinfo.ch - sucursal da sociedade suíça de radiodifusão SRG SSR

SWI swissinfo.ch - sucursal da sociedade suíça de radiodifusão SRG SSR