Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

O toque suíço na Tate Modern Gallery de Londres

Toque suíço na Modern Tate Gallery

(Keystone)

Dois arquitetos suíços elogiados pela transformações efetuadas na Tate Gallery, de Londres, "o maior museu de arte contemporânea do mundo", inaugurado 11 de maio. Participaram da cerimônia a rainha Elizabeth II e a ministra suíça da Cultura, R. Dreifuss.

Na quinta-feira, 11 de maio, grande evento artístico em Londres. Na presença da Rainha e da ministra suíça da Cultura, Ruth Dreifuss, inaugurou-se com grande pompa a prestigiosa Tate Modern Gallery.

A "Gallery" que reúne o maior acervo de obras de arte contemporânea do mundo foi transformada com pleno sucesso por 2 arquitetos suíços: Jacques Herzog e Pierre Meuron.

Os arquitetos aclamados pela imprensa britânica e qualificados de "influentes" internacionalmente pelo jornal "Daily Telegraph" conservaram a estrutura do prédio renovado, uma antiga usina elétrica desativada em 1981.

A usina conservou seu aspecto de usina, mesmo com uma chaminé. Mas contém em seis diferentes níveis, 600 obras de arte que atraem visitantes do mundo inteiro.

swissinfo com agências.



Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.