Perspectivas suíças em 10 idiomas

Nicarágua: Suíça amplia a lista de funcionários sancionados

Rosario Murillo y Daniel Ortega
O presidente da Nicarágua Daniel Ortega e a vice-presidente Rosario Murillo durante um comício em Manágua, em julho de 2018. Keystone / Bienvenido Velasco Blanco

O governo helvético sanciona oito altos funcionários nicaraguenses, incluindo a vice-presidente do país, Rosario María Murillo Zambrana. A lista também foi publicada pela União Européia (UE).

A mudança ocorre em um momento de isolamento internacional do presidente Daniel Ortega, acusado de reprimir opositores e a mídia no país centro-americano. O político está no poder há 15 anos.

No total, oito pessoas foram acrescentadas à lista de sanções da Suíça, como fez a UE em 30 de julho de 2021. Ela inclui Murillo, que também é esposa do presidente Ortega, e seu filho Juan Carlos Ortega Murillo.

Também de acordo com a UE, a Suíça impôs sanções a seis pessoas no país centro-americano em junho de 2020, todas elas ligadas ao presidente Ortega.

“A razão dessa decisão é que a Suíça compartilha das preocupações da UE com as contínuas violações da democracia de direitos humanos e do Estado de direito na Nicarágua”, declarou uma porta-voz da Secretaria de Estado para Assuntos Econômicos (SECO) na sexta-feira.

“Estas razões ainda hoje se aplicam. É por isso que a Suíça também se alinha a mais recente modificação da lista de sanções da UE”.

Mãe e filho

Rosario María Murillo Zambrana, também líder da Juventude Sandinista teve um papel fundamental na repressão policial contra políticos da oposição em 2018, disse a SECO em um documento relacionado às sanções. Ela também ameaçou políticos e desacreditou jornalistas em julho deste ano.

Ortega Murillo dirige o Canal 8, uma das principais estações de televisão do país. Também é líder do Movimento Sandinista. Sua posição contribuiu para a restrição da liberdade de expressão e de imprensa, de acordo com a SECO.

As demais pessoas envolvidas ocupam altos cargos nos setores político, judicial ou policial do país.

“As medidas adotadas são dirigidas a indivíduos especificamente designados e não contra o povo da Nicarágua como um todo”. Portanto, não têm impacto sobre a população civil da Nicarágua”, enfatizou a porta-voz da SECO.

Preferidos do leitor

Os mais discutidos

Notícias

imagem

Mostrar mais

Suíços italianos aceitam melhor a idade

Este conteúdo foi publicado em Envelhecer parece ser muito mais importante para os residentes da Suíça de língua italiana do que no resto do país, revela uma pesquisa.

ler mais Suíços italianos aceitam melhor a idade
imagem

Mostrar mais

Economia suíça recebe impulso da Europa

Este conteúdo foi publicado em De acordo com o Instituto Econômico Suíço KOF, a esperada recuperação da economia suíça logo se tornará realidade.

ler mais Economia suíça recebe impulso da Europa
imagem

Mostrar mais

Explosão em estacionamento causa dois mortos na Suíça

Este conteúdo foi publicado em As explosões, que começaram em um estacionamento subterrâneo, levaram a um grande incêndio e à necessidade de evacuar os residentes de um edifício.

ler mais Explosão em estacionamento causa dois mortos na Suíça

Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

SWI swissinfo.ch - sucursal da sociedade suíça de radiodifusão SRG SSR

SWI swissinfo.ch - sucursal da sociedade suíça de radiodifusão SRG SSR