Quase metade das frutas e legumes suíços não é higiênica

A venda direta de alimentos pode ser muito prática, mas falta higiene. Keystone / Gian Ehrenzeller

Em uma análise das barracas de feiras e supermercados em toda a Suíça, os fiscais encontraram problemas de higiene em 46% delas.

Este conteúdo foi publicado em 23. junho 2020 - 07:15
swissinfo.ch/fh

As outras 54% cumpriram integralmente as exigências legais, de acordo com um relatório publicado pela Associação Suíça de Químicos Cantonais na segunda-feira (22). Os controles foram realizados como parte das verificações de rotina em supermercados, feiras e outros eventos públicos no período de 1º de abril a 15 de setembro de 2019.

As barracas de frutas e legumes muitas vezes tiveram dificuldades para mostrar a origem dos produtos de fora. Para as demais bancas, as questões mais comuns estavam relacionadas ao manejo de alergênios (22%), instalações de lavagem de mãos (16%), rastreabilidade (14%) e condições de armazenamento em relação à temperatura e segurança alimentar (12%).

No total, os químicos controlaram 589 bancas. O número de inspeções realizadas por cantão foi proporcional ao número de habitantes. As barracas com problemas tiveram que corrigi-los imediatamente.

Partilhar este artigo