Navigation

Catalunha confina 200.000 pessoas por coronavírus

Este conteúdo foi publicado em 04. julho 2020 - 09:17
(AFP)

As autoridades da Catalunha ordenaram neste sábado (4) o confinamento de cerca de 200.000 habitantes em Lérida (nordeste da Espanha), devido aos vários surtos de coronavírus registrados nesta região.

"Decidimos confinar a área do Segriá (na cidade de Lérida), com base em dados que confirmam um crescimento bastante significativo do número de casos de COVID-19", declarou à imprensa o presidente da região, o separatista Quim Torra.

Torra afirmou que o confinamento começa às 12h00 (07h00 Brasília) e restringe as entradas e saídas da região.

A ministra regional da Saúde, Alba Vergés, disse que estão proibidas as reuniões de mais de dez pessoas, e que visitas às casas de repouso de idosos estão suspensas.

Duas semanas após encerrar um confinamento generalizado que impedia os espanhóis de sair de sua província, este reconfinamento de 200.000 habitantes coincide com a reabertura das fronteiras neste sábado aos cidadãos de 12 novos países.

A Espanha, um dos países mais afetados pela pandemia com pelo menos 28.385 mortos, já havia reabrido para os cidadãos da UE e do espaço Schengen, além dos britânicos, em 21 de junho.

Mas as autoridades estimam ter controlado as infecções após um confinamento rigoroso de mais de três meses.

O número de casos confirmados é de 250.545 neste país de 47 milhões de habitantes, de acordo com o último balanço do Ministério da Saúde na sexta-feira.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.