Navigation

EUA pede a Bolívia garantia de transparência eleitoral

O presidente boliviano e candidato à presidência Evo Morales e seu vice-presidente Alvaro Garcia Linera participam de uma coletiva de imprensa depois de conhecerem os resultados parciais das eleições gerais no palácio presidencial de Quemado, em La Paz afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 21. outubro 2019 - 14:20
(AFP)

O governo dos Estados Unidos pediu nesta segunda-feira a Bolívia que restabeleça a "credibilidade e a transparência" do processo eleitoral, após a interrupção da publicação dos resultados da votação de domingo, na qual o presidente Evo Morales luta por um quarto mandato consecutivo.

"Estados Unidos observam de perto o primeiro turno das eleições na Bolívia, especialmente a repentina interrupção da contagem eletrônica dos votos. Autoridades eleitorais devem restaurar a credibilidade e transparência do processo já, para que seja respeitada a vontade do povo", escreveu no Twitter o subsecretário interino de Estado para Assuntos do Hemisfério Ocidental, Michael Kozak.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.