Navigation

Google voltará a permitir publicidade política

A Google proibiu anúncios políticos após o ataque ao Capitólio em 6 de janeiro de 2021 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 22. fevereiro 2021 - 19:00
(AFP)

A Google anunciou na segunda-feira (22) que suspenderá sua proibição de propaganda política que impôs no mês passado, após o violento ataque ao Capitólio por partidários de Donald Trump.

Um comunicado da Google enviado à AFP indica que a gigante da internet removerá a proibição a partir da próxima quarta-feira. A medida buscou cumprir sua política relativa a “eventos sensíveis”.

“Continuaremos a garantir o cumprimento estrito de nossa política de publicidade, que proíbe estritamente informações que podem ser comprovadas como falsas e que podem prejudicar as eleições ou o processo democrático”, disse o comunicado.

A proibição foi decretada em 13 de janeiro, uma semana antes da posse de Joe Biden, e bloqueou anúncios que buscavam afetar a credibilidade da eleição de 3 de novembro nos Estados Unidos.

A Google disse na época que estava tomando essa ação contra todos os anúncios políticos que se referiam ao segundo impeachment de Trump ou à posse de Biden porque "eles poderiam aproveitar o evento ou ampliar informações enganosas".

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?