Navigation

Governadores de Rio e Pará anunciam que estão com coronavírus

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, em foto de 23 de setembro de 2019 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 14. abril 2020 - 19:37
(AFP)

Os governadores do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, e do Pará, Helder Barbalho, anunciaram nesta terça-feira (14) que testaram positivo para o novo coronavírus e pediram aos moradores dos seus estados que respeitem as medidas de distanciamento social.

"Desde a sexta-feira não venho me sentindo bem. Pedi para que fosse feito o teste do COVID e hoje veio o resultado positivo", informou Witzel em um vídeo publicado no Twitter, no qual pede à população que respeite as medidas de quarentena, prorrogadas por seu governo até 30 de abril.

"Tive febre, dor de garganta, perda de olfato. Graças a Deus estou me sentindo bem e continuarei trabalhando aqui do Palácio Laranjeiras (sede do governo do estado), mantendo as restrições (de deslocamento) e recomendações médicas", acrescentou.

"Peço mais uma vez para que fiquem em casa. A doença, como todos perceberam, não escolhe ninguém e o contágio é rápido", concluiu o governador, de 52 anos, que desde 21 de março impôs medidas de distanciamento em seu estado, assim como o governador de São Paulo, João Doria, apesar das críticas do presidente Jair Bolsonaro, que defende uma flexibilização das medidas para mitigar o impacto da economia.

Witzel, que no início de sua gestão, em 2019, era aliado de Bolsonaro, determinou o fechamento de escolas, de comércios não essenciais, uma redução da frota do transporte público e a proibição a frequentar locais públicos, como praias e pontos turísticos.

Na noite de segunda-feira, o governador anunciou a prorrogação até 30 de abril destas medidas.

Com 3.410 casos confirmados e 224 mortes por COVID-19, o Rio é o segundo estado mais afetado pela pandemia no país, depois de São Paulo, com 9.371 casos e 695 mortes.

Depois do anúncio de Witzel, o governador do Pará, Helder Barbalho também usou o Twitter para publicar um vídeo informando que tinha sido diagnosticado com o coronavírus.

"Quero informar a população paraense que estou com coronavírus, mas quero, ao mesmo tempo, tranquilizar. Eu estou superbem, estou assintomático", disse o governador de 40 anos.

Barbalho reiterou o apelo para que a população respeite as medidas de quarentena. "Este vírus é extremamente contagioso, ele não escolhe idade, ele não escolhe classe social. Todo mundo está exposto e todo mundo pode pegar. Por isso, faço o apelo a você: fique em casa e vamos juntos vencer o coronavírus".

No Brasil, segundo balanço atualizado nesta terça-feira, foram registrados 25.262 casos do novo coronavírus e 1.532 mortes.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.