Navigation

Justiça panamenha anula sentença que absolveu ex-presidente Martinelli

O ex-presidente do Panamá, Ricardo Martinelli afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 20. novembro 2020 - 23:04
(AFP)

Um tribunal do Panamá anulou na sexta-feira (20) a sentença que em 2019 absolveu o ex-presidente Ricardo Martinelli (2009-2014) de acusações de espionagem e corrupção em seu governo e ordenou repetir o julgamento contra o ex-presidente, anunciou a Promotoria.

O "Tribunal Superior de Apelações, por maioria, aceita o recurso de anulação, em caso (de) escuta telefônica e ordena a realização de um novo julgamento a pedido de advogados demandantes e do Ministério Público", publicou a Promotoria no Twitter.

A decisão de anular a sentença e repetir o julgamento contra Martinelli, de 68 anos, foi anunciada após uma audiência virtual.

O órgão judicial indicou que Martinelli deverá enfrentar agora acusações pela "suposta comissão dos crimes de interceptação de telecomunicações, fiscalização, perseguição e vigilância sem autorização judicial".

"Hoje entendi que serei presidente do Panamá em 2024. Sem lutas não há vitórias", afirmou Martinelli em sua conta do Twitter.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.