Navigation

Musk e Bezos assinam contrato com NASA para produzir sistemas de pouso na Lua

Jeff Bezos em 9 de maio de 2019 em Washington. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 01. maio 2020 - 00:55
(AFP)

A NASA anunciou nesta quinta-feira (30) que assinou um contrato de 1 bilhão de dólares com três empresas, incluindo a Blue Origin, de Jeff Bezos, e SpaceX, de Elon Musk, para desenvolver sistemas de pouso na Lua.

A SpaceX de Elon Musk (também chefe da Tesla), Blue Origin de Jeff Bezos (chefe da Amazon e o homem mais rico do mundo) e Dynetics, outra empresa aeroespacial americana, vão investir US$ 967 milhões para desenvolver cada uma um módulo de descida lunar antes de fevereiro de 2021, a data em que a agência espacial dos Estados Unidos deve escolher uma das três opções.

"Os Estados Unidos estão nas etapas finais de seu projeto para enviar astronautas à Lua em 2024, quando veremos o incrível momento em que a primeira mulher pisará na superfície lunar", disse Jim Bridenstine, administrador da NASA.

"É a primeira vez desde as missões Apollo que a NASA libera fundos para um sistema de pouso lunar tripulado. Agora temos empresas contratadas para trabalhar no programa Artemis", acrescentou. Esse sistema de pouso tripulado é crucial na missão Artemis, o programa americano de retorno à Lua.

Apesar da pandemia de coronavírus, que suspendeu a construção e os testes do foguete e da sonda Artemis, Bridenstine disse que espera pelo prosseguimento da missão.

"Temos que dar esperança às pessoas. Temos que dar a elas algo que as faça sonhar e que inspire não apenas nossa nação, mas o mundo inteiro".

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.