Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O foguete que transportaria o satélite, na base Vandenberg

(afp_tickers)

Um problema no fluxo de água obrigou a Nasa a adiar o lançamento de um satélite para medir os níveis de dióxido de carbono na atmosfera, o gás com maior incidência no aquecimento global.

O satélite, denominado Orbiting Carbon Observatory-2 (OCO-2), deveria ser lançado às 9H56 GMT (6H56 de Brasília) da Base Vandenberg da Força Aérea, na Califórnia. Mas a operação foi interrompida 46 segundos antes do lançamento por um problema com o fluxo de água do foguete, segundo a Nasa.

A janela de lançamento para esta terça-feira era de apenas 30 segundos.

O tempo de lançamento tinha que ser muito preciso para que o satélite pudesse ser acoplado ao A-Train, grupo de outros cinco satélites internacionais para a observação da Terra.

A Nasa pretende divulgar nas próximas horas detalhes sobre o problema e a nova data de lançamento.

AFP