Navigation

Peru supera 5.000 mortos por COVID-19

Peruanos aguardam atendimento médico, do lado de fora do Hospital Alberto Sabogal, em Lima, em 27 de maio de 2020. O país enfrenta escassez de oxigênio para pacientes de COVID-19. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 04. junho 2020 - 20:18
(AFP)

O Peru, o segundo país da América Latina com mais casos de COVID-19 atrás do Brasil, ultrapassou nesta quinta-feira 5.000 mortes pela pandemia, segundo o Ministério da Saúde.

O número oficial de mortos subiu para 5.031, um aumento de 137 nas últimas 24 horas, enquanto os infectados subiram para 183.198, com 4.284 novos casos, segundo o novo saldo do Ministério.

O Peru é o terceiro em mortes na América Latina, depois do Brasil e do México, e em seus hospitais existem mais de 9.000 pacientes com COVID-19, segundo o balanço.

O sistema de saúde peruano encontra-se à beira do colapso e uma escassez aguda de oxigênio para tratar pacientes gravemente enfermos com coronavírus, razão pela qual foi declarado um "recurso estratégico" pelo governo nesta quinta-feira.

Entre os mortos estão pelo menos 146 policiais, 61 médicos e paramédicos, oito bombeiros e 20 jornalistas, que contraíram o temido vírus enquanto trabalhavam na emergência, segundo autoridades e grupos sindicais.

Uma brigada de 85 médicos cubanos chegou ao Peru nesta quinta-feira para cooperar nos esforços contra o coronavírus, tornando-se a terceira missão estrangeira no país depois dos alemães e chineses.

A brigada cubana permanecerá no Peru por três meses, período que pode ser renovado, por um acordo de cooperação entre os dois países anunciado por Lima em 16 de maio.

O Peru está há 81 dias em confinamento nacional obrigatório, sob toque de recolher noturno e fronteiras fechadas, o que não impediu a propagação da pandemia.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.