O presidente chileno, Sebastián Piñera, anunciou nesta quinta-feira (13) uma profunda reforma ministerial, que afeta seis pastas, após a queda do índice de aprovação do governo.

Passados 15 meses de mandato, uma primeira mudança foi informada por Piñera no Ministério das Relações Exteriores, que passa a ser comandado pelo advogado Teodoro Ribera no lugar de Roberto Ampuero.

Nesse mesmo dia, foi divulgada a sondagem feita pelo mais prestigioso instituto de pesquisas do país, o CEP, que mostrou uma queda de 12 pontos em sua popularidade.

Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.