Navigation

Virgin faz parceria com Rolls-Royce para retomar voos comerciais supersônicos

Essa ilustração sem data, cortesia da Virgin Galactic, mostra o design de um avião supersônico para voos de passageiros afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 03. agosto 2020 - 16:31
(AFP)

A empresa de turismo espacial Virgin Galactic anunciou, nesta segunda-feira (3), sua parceria com a fabricante de motores Rolls-Royce para construir uma aeronave comercial supersônica que pode superar em três vezes a velocidade do som.

O avião, que chegaria a Mach 3, superaria o Mach 2 que alcançou o Concorde, a aeronave de passageiros pioneira dos voos comerciais supersônicos, que operou entre 1976 e 2003.

Para um novo avião de passageiros que rompe a barreira do som, o desafio está em resolver os problemas que levaram à destruição do Concorde, em particular o barulho gerado pelos motores e o alto consumo de combustível.

"Estamos empolgados (...) em revelar este conceito de design inicial de uma aeronave de alta velocidade, que visualizamos como a união de uma viagem comercial segura e confiável com uma experiência inigualável para os clientes", disse George Whitesides, chefe espacial da Virgin Galactic.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.