Navigation

Wall Street fecha com novo recorde do Dow Jones

O Dow Jones Industrial Average subia 0,29%, 49,80 pontos, e o Nasdaq ganhava 0,37%. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 03. julho 2014 - 15:10
(AFP)

Wall Street fechou mais cedo nesta quinta-feira, véspera de feriado, com uma alta que levou o Dow Jones ao nível inédito de 17.000 pontos. O índice ampliado S&P 500 também avançou, em resposta aos dados positivos no mercado de trabalho dos EUA.

O Dow Jones Industrial Average subiu 0,54%, 92,02 pontos, a 17.068,26 unidades, e o S&P 500 registrou alta de 0,54% ou 10,82 pontos, a 1.985,44 unidades, níveis nunca antes alcançados.

O índice tecnológico Nasdaq avançou 0,63% ou 28,19 pontos, a 4.485,93 unidades.

As operações desta quinta-feira foram encerradas três horas antes por causa do feriado de Independência nos EUA na sexta-feira.

Os dados sobre o emprego nos EUA empurraram a bolsa para novos recordes.

Os Estados Unidos registraram uma forte melhora no mercado de trabalho em junho, com uma taxa de desemprego que caiu a 6,1% e a criação de 288.000 novos postos, informou nesta quinta-feira o Departamento de Trabalho.

Os novos empregos foram criados em toda a indústria, e as contratações do governo cresceram, embora a taxa de atividade da força de trabalho tenha se mantido em 62,8%.

Desta forma, a taxa de desemprego retrocedeu 0,2 pontos percentuais em um mês para alcançar seu nível mais baixo em seis anos. Os analistas previam que a taxa fosse se manter estável, em 6,3%.

"O informe mostra que o crescimento econômico está voltando, após um primeiro trimestre decepcionante", destacou David Levy, da Kenjol Capital Management.

"É positivo em todos os níveis", destacou Gregori Volokhine, da Meeschaert Financial Services.

No mercado de títulos, o rendimento dos bônus do Tesouro a 10 anos subiu a 2,648% frente a 2,628% na quarta-feira. O rendimento dos bônus a 30 anos ficaram em 3,483% contra 3,466%.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.