Suíços recebem Oscar Científico por software de reconstrução facial tridimensional

Três suíços que trabalham para a Disney Research em Zurique e seu colega canadense vão receber um Oscar Científico em Hollywood por um programa que pode reconstruir a forma 3D dos rostos dos atores em plena ação e em alta resolução.

Este conteúdo foi publicado em 10. fevereiro 2019 - 08:00
Markus Gross, que dirige a Disney Research Zurich, foi um dos ganhadores do Oscar de tecnologia © KEYSTONE / GAETAN BALLY

Markus Gross, Thabo Beeler, Bernd Bickel e Derek Bradley receberam o prêmio da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, no sábado (9).

Eles foram homenageados pela concepção, design e desenvolvimento do Medusa Performance Capture System. Trata-se de uma plataforma móvel de câmeras e luzes acoplada a um software que pode reconstruir os rostos dos atores em movimento, sem usar os tradicionais pontos de captura de movimento.

O programa foi usado em filmes como Avengers: Infinity War, Star Wars: O Último Jedi, Thor: Ragnarok, assim como outros filmes de Star Wars.

Conteúdo externo


“O Medusa captura malhas animadas excepcionalmente densas sem marcadores ou maquiagem, ampliando os limites da fidelidade visual e da produtividade para performances faciais de personagens em filmes”, disse a academia em um comunicado em dezembro, quando anunciou os prêmios.

A Disney Research in Zurich, inaugurada em 2010, está localizada perto do instituto federal de tecnologia ETH Zurich e tem fortes laços com o laboratório de Computação Gráfica da instituição.

Gross ganhou um Oscar Técnico em 2013 por um software que podia calcular fumaça e explosões em filmes rapidamente e recriá-las realisticamente.

"Contribuições extraordinárias"

A academia reconheceu, este ano, nove tecnologias do mundo inteiro, consideradas “contribuições extraordinárias para a ciência do cinema que elevaram nossa forma de arte a incríveis novos patamares”.

Ao contrário de outros prêmios da Academia a serem apresentados este ano, os trabalhos que receberam Prêmios Científicos e Técnicos não precisam ter sido desenvolvidos e introduzidos em 2018. Mas eles precisam demonstrar um histórico comprovado de contribuição significativa para o processo de produção de filmes.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo