Navigation

Começa a campanha ampla de testes de Covid-19 na Suíça

As escolas devem realizar testes repetidos usando amostras de saliva para melhorar a prevenção e detectar os surtos precocemente. Keystone / Alexandra Wey

Os testes rápidos de Covid agora são gratuitos para todos na Suíça, independentemente de as pessoas apresentarem ou não sintomas. O governo diz que este é um passo importante para um maior relaxamento das medidas de confinamento.

Este conteúdo foi publicado em 15. março 2021 - 15:00
Keystone-SDA/ts

A partir de segunda-feira, o governo, que destinou CHF 1 bilhão (US$ 1,07 bilhão) para a operação, cobrirá os custos dos testes rápidos em todas as instituições de testes previamente aprovados, além dos custos já autorizados para os testes PCR de laboratório.

Somente os testes PCR que são necessários para a entrada em outro país continuarão sujeitos a uma taxa, paga pelo próprio viajante, informou o governo.

Assim que o Departamento Federal de Saúde Pública liberar os auto-testes para o mercado, cada pessoa na Suíça poderá obter cinco destes por mês gratuitamente em qualquer farmácia. As empresas, instituições e escolas também deverão realizar testes em grupo gratuitamente.

Com o aumento da prevenção e detecção precoce de surtos locais, o governo pretende auxiliar na reabertura gradual da vida social e econômica.

A ofensiva de testes tem como objetivo, em particular, conter qualquer nova propagação das novas variantes do coronavírus. Além disso, os pontos cegos no processo de infecção devem ser melhor identificados.

Entretanto, o governo também alertou para os riscos da expansão dos testes de massa. Cada resultado é apenas um 'retrato instantâneo', afirmou. Além disso, os autotestes são significativamente menos confiáveis do que os testes PCR. Um teste negativo não deveria levar a uma falsa sensação de segurança e a um comportamento irracional e imprudente, alertam as autoridades.

De acordo com o Ministro da Saúde Alain Berset, um dos objetivos é que cerca de 40% da população móvel em empresas, escolas e universidades seja testada regularmente no futuro. Isso agora é possível porque há capacidade suficiente nos laboratórios. Há um ano, a situação era bem diferente.

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.