Navigation

Marcha das mulheres provoca CHF 100 mil em danos

A polícia de Zurique não interviu na marcha devido ao grande número de mulheres e crianças presentes. Keystone


Este conteúdo foi publicado em 13. março 2018 - 10:31
SDA-ATS

A polícia de Zurique estima que o vandalismo dos participantes de uma marcha não autorizada no centro da cidade para celebrar o Dia Internacional da Mulher foi de cerca de CHF 100.000 (US$ 105.480).

Aproximadamente 1.000 pessoas participaram da manifestação, que não havia sido previamente aprovada pelas autoridades, no último sábado à tarde, na área central de Zurique.

A polícia relatou "danos massivos à propriedade", com fachadas (públicas e privadas) pulverizadas com graffiti, cartazes colados em paredes e disparos de bombas de tinta. O valor de CHF 100,000 é uma estimativa inicial baseada em cotações de empresas de limpeza.

As autoridades também foram criticadas por alguns relatórios da mídia local por não intervir para acalmar os manifestantes; no entanto, a polícia já esclareceu que o motivo para isso era a presença de grande número de mulheres e crianças, incluindo crianças pequenas em carrinhos, o que os impediu de usar força indevida.

No entanto, a polícia declarou que estão examinando juntamente com os serviços de segurança da cidade maneiras de garantir que tais "condições intoleráveis" não se repitam no próximo ano.


Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.