Jornalistas trabalhando sob difíceis condições

Profissionais vindos de 60 países participaram do primeiro Festival Internacional de Jornalismo de Berna. Durante três dias, cinco mil pessoas assistiram debates e mesas-redondas centrados sobre os desafios da mídia em tempos de "fake news".  

Este conteúdo foi publicado em 30. agosto 2019 - 08:00

O evento foi realizado em vários diferentes espaços na capital suíça de 30 de agosto a 1º de setembro.

Na mesa-redonda intitulada "Liberdade de imprensa em risco", jornalistas da Jordânia, Rússia e China, contaram em 31 de agosto como trabalham nos seus países apesar das barreiras políticas e até risco de vida.

O segundo debate, ocorrido em 1º de setembro trouxe jornalistas de Taiwan e Hong Kong, para falar sobre a democracia e a liberdade de opinão frente à pressão da China.

O festival foi concluído com a entrega do troféu "True Story Award" aos autores das 39 melhores reportagens selecionadas pelo júri.

SWI swissinfo.ch foi um dos parceiros de mídia do festival.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo