Navigation

Um ano de pandemia na Suíça

Stephan Torre / Keystone
Este conteúdo foi publicado em 16. março 2021 - 17:42
swissinfo.ch

Foi em 16 de março de 2020: nesse dia, governo federal declarou "situação extraordinária", o que significava a introdução de um regime de semiconfinamento a partir da meia-noite do dia seguinte.

As autoridades proibiram reuniões privadas e públicas, assim como ordenaram o fechamento de restaurantes, bares, locais de entretenimento e lojas, com exceção dos supermercados e farmácias.

A galeria de imagens abaixo mostra como a Suíça se adaptou à vida nos primeiros meses da pandemia. 

Para combater a segunda onda do Covid-19 foram introduzidas pela segunda vez novas medidas de restrição da vida cotidiana, embora menos drásticas do que no início de 2020.

Pouco mais de 9.400 pessoas faleceram na Suíça, um país com 8,5 milhões de habitantes, devido a complicações provocadas pelo covid-19.

Em 12 de março de 2021 houve alertas de que uma possível terceira onda da pandemia atingiria o país.

O plano do governo da Suíça prevê várias etapas para o retorno à "normalidade". Tudo depende de fatores como o número de infecções durante um determinado período e de internações hospitalares. 

Outros fatores incluem as consequências da chegada de novas variantes do coronavírus e o progresso na campanha de vacinação, que ainda sofre devido à falta de doses.

Espera-se uma nova flexibilização das restrições a partir de 22 de março, apesar de ainda haver muitas dúvidas pairando no ar.

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.