Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(2013) Amostra do Google Glass é apresentada em uma entrevista coletiva da multinacional

(afp_tickers)

Cinco associações sem fins lucrativos foram escolhidas pelo Google para colocar em prática ideias de como utilizar o Google Glass para atingir seus objetivos beneficentes.

Os ganhadores que vão participar do projeto do Google foram selecionados entre 1.300 propostas de organizações beneficentes dos Estados Unidos, e receberão da empresa 25.000 dólares cada um e orientação dos engenheiros da gigante da tecnologia.

As propostas vencedoras incluem o uso do Glass para que estudantes vejam por meio dos olhos de atletas paralímpicos, fomentando, assim, a empatia pelas pessoas com deficiência.

Outras ideias são estimular as crianças a aprender matemática e ciências, e melhorar a comunicação com as pessoas com autismo, perda de audição ou problemas com a fala.

O Google Glass -muito esperado por alguns e temido por outros- está à venda no mercado americano desde maio por 1.500 dólares.

O fabricante tenta melhorar a imagem do dispositivo, que tem despertado preocupações relativas à privacidade, já que o dispositivo é capaz de registrar imagens e vídeo.

O Google Glass se conecta à internet por meio de pontos Wi-Fi, ou por smartphones, sem necessidade de cabos. As imagens ou vídeos captados pelo dispositivo podem ser compartilhadas pela rede social Google +.

AFP