Navigation

Cientistas de Basileia tentam recriar uma geladeira romana

Imagem de arquivo, com arqueólogos batendo neve dentro de um buraco em Augusta Raurica Peter-Andrew Schwarz

Qual é o segredo por trás de um poço encontrado durante as escavações em Kaiseraugst, no norte da Suíça? Pesquisadores da Universidade de Basileia estão enchendo-a de neve e testando se os romanos poderiam a haver usado como geladeira.

Este conteúdo foi publicado em 03. abril 2018 - 11:18
SDA-ATS

Kaiseraugst, no cantão de Argóvia, abriga ruínas da antiga cidade romana de Augusta Raurica. Sabe-se que os romanos usavam esses buracos para armazenar frutas, legumes, ostras, queijo e outros produtos perecíveis. No inverno, eles enchiam esses poços de neve e gelo e os cobriam com palha.

Esta é a terceira tentativa de construção de um frigorífico primitivo pelo arqueólogo Peter-Andrew Schwarz e sua equipe. Desta vez eles estão usando o método dos "nevaters"Link externo (fabricantes de gelo) de Maiorca (Espanha).

"Vamos adicionar 20 a 30 centímetros de neve, compactá-la com firmeza e cobrir com palha, antes de adicionar a próxima camada", disse Schwarz.

O experimento, que deve ser executado até sexta-feira e pode ser acompanhado pelo público, não chega a ser uma prova real de que os poços eram usados ​​como geladeiras, mas Schwarz disse que pretende mostrar que isso seria possível em princípio. A análise da terceira tentativa é esperada para agosto.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.