Navigation

Carros elétricos terão de fazer "ruídos" na Suíça

Motores de carros elétricos terão de emitir ruídos a partir de meados de 2019. O objetivo da medida é alertar pedestres, especialmente deficientes visuais, dos possíveis riscos no trânsito. A notícia foi publicada no domingo pelo jornal NZZ am Sonntag.

Este conteúdo foi publicado em 08. novembro 2018 - 14:30
swissinfo.ch/jc
Veículos elétricos sendo reabastecidos no primeiro posto de 350-kW em Neuenkirch, no cantão de Lucerna. Keystone

A Suíça adota assim as normas da União Europeia, como explica o porta-voz do Departamento Federal de Estradas (ASTRA, na sigla em alemão), Thomas Rohrbach. A medida prevê que os fabricantes instalem sistemas nos veículos elétricos para emitir ruídos através de alto-falantes. A norma se aplica também aos novos veículos de célula de combustível e os híbridos.

Os ruídos produzidos pelo chamado "Sistema de Alerta de Veículos Acústicos (AVAS) têm, porém, menos decibéis do que os emitidos pelos veículos à combustão, acrescenta o jornal.

"Para nós a introdução desse sistema é vital", declara Joel Favre, da Federação Suíça para os Cegos e Deficientes Visuais ao NZZ am Sonntag. No entanto, a organização recomenda que os veículos elétricos produzam também alguma forma de ruído ao estacionar.

Dos 4,5 milhões de carros registrados no país em 2017, apenas 15 mil são elétricos e 67 mil, híbridos. O governo suíço lançou uma campanha para promover o aumento do uso de veículos elétricos até 2022 como parte dos esforços do país de atingir as metas climáticas firmadas internacionalmente.

Quando parlamentares nos Estados Unidos discutiam sobre a introdução de regras de exigências sonoras paras veículos elétricos e híbridos, o órgão de tráfego e segurança nas estradas dos EUA desenvolveu algumas amostras de como os carros poderiam soar. Aqui estão dois exemplos desenvolvidos em 2013.

Amostra de sons:




Comentários do leitor

Diversos leitores da swissinfo.ch enviaram comentários sobre o tema dos ruídos de veículos elétricos.

Angelika Maurel lembrou que a medida já é aplicada em Florença, Itália, onde 100 táxis elétricos já emitem ruídos. "Esses veículos fazem um barulho de alerta e evitam, dessa forma, que o pedestre se assuste com a sua aproximação."

Alguns leitores consideram que as medidas anunciadas tornam a Suíça mais segura para crianças.

"Eu tenho que lembrar constantemente aos meus filhos que os veículos elétricos são muito silenciosos. Uma vez eu fui surpreso por um deles quando atravessava entre carros estacionados", lembrou Stacy Streuli.

Outros, como Thomas Schneider, consideram que ser mais prudente é melhor do que introduzir novas regulamentações.

Os policiais recomendam às crianças que usem a faixa de pedestres somente quando o carro que se aproxima pare completamente ("Rad steht Kind geht" em alemão). Por isso considero que as crianças devem ser simplesmente mais atentas, lembrando que as bicicletas elétricas seriam uma ameaça maior para os pedestres.

Os leitores também ficaram intrigados com a produção de ruídos artificiais por carros elétricos.

"Espero que seja possível baixar por celular os sons que a gente goste e configurá-los. Talvez isso seja um mercado interessante", escreveu Roland Heller.

Um leitor chegou até sugerir ruídos de sino de vaca ou a canção de abertura da ópera de Guilherme Tell.

End of insertion

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.