Navigation

Quatro pessoas morrem nas montanhas suíças

Quatro pessoas, incluindo três cidadãos alemães, morreram nas montanhas suíças este fim de semana em circunstâncias que ainda devem ser esclarecidas.

Este conteúdo foi publicado em 05. agosto 2019 - 07:45
Podem parecer bonitas, mas as montanhas da Suíça podem ser às vezes traiçoeiras Keystone

Dois alemães morreram no sábado de manhã ao escalarem a montanha Dent Blanche a mais de 4000 metros, no cantão do Valais. A cena foi testemunhada por outros alpinistas que chamaram os serviços de salvamento, mas as vítimas foram encontradas mortas. Uma investigação foi aberta para determinar o que aconteceu.

No cantão dos Grisões, uma alemã de 30 anos também sofreu uma queda mortal ao tentar escalar a montanha Fiamma, em Vicosoprano. As primeiras indicações sugerem que a rocha sobre a qual ela se encontrava, segundo a polícia cantonal, teria se desprendido do muro de pedra. A mulher despencou cerca de 100 metros e já não estava viva quando o helicóptero de resgate a encontrou.

Também no sábado, no mesmo cantão dos Grisões, um caminhante de 66 anos foi encontrado morto na região de Monte Laura, em Roveredo, depois de sua esposa ter lançado o alarme. A polícia estima que ele caiu cerca de 80 metros abaixo de uma encosta íngreme.



Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.