Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

A briga pelos flashes dos fotógrafos

Charme e beleza para atrair câmeras (divulgação)

Atrair o visitante e principalmente a imprensa especializada é uma preocupação flagrante de quem expõe no Salão do Automóvel.

Um dos trunfos utilizados por eles são as recepcionistas, sorridentes e belas, escolhidas a dedo e submetidas a severa disciplina.

As centenas de expositores do Salão de Genebra fazem o possível para agradar aos visitantes. E na briga pelos flashes dos fotógrafos, pela atenção dos jornalistas e do púbico em geral, a apresentação dos produtos é cuidada nos mínimos detalhes, no sentido de atrair as atenções.

Mas é geralmente a “garota-propaganda”, ou seja, a recepcionista do estande que recebe os primeiros olhares, raramente indiferentes. Elas estão lá para isso mesmo, para exercer a função de atrativo, de chamariz, convidando o visitante a dar o primeiro passo e possivelmente tornar-se cliente da marca.

Plástica ajuda, e muito

Muitas são verdadeiras vedetes na Suíça, saídas de um concurso de miss, de um badalado programa de televisão ou são personalidades conhecidas em todo o país.

A plástica é um dote que vale muito. Assim, no salão de Genebra, a atual miss suíça, Bianca Sissing, defende uma conhecida marca italiana. Já um construtor japonês preferiu investir na segunda colocada do último concurso de miss suíça, Maria Dolores Diéguez. Se ela foi a mais votada pelo público, considera que ela é “verdadeira miss”.

O critério beleza não é necessariamente fundamental. Conta também a presença, a personalidade. Assim, uma garota que venceu um concorrido concurso da TV da Suíça Alemã – MusicStar – famosa da noite para o dia no mês fevereiro passado, foi contratada pela mais popular marca de carros italiana.

O sucesso também vale

Mas há exceções, apontadas pelo jornal Le Matin, de Lausanne (edição de 29.02). Uma delas é o ex-campeão de esqui, Bernard Russi. Já pendendo para os cinqüenta anos, Russi representa uma marca japonesa 4x4, há 25 anos. E está novamente em Genebra emprestando sua imagem ao construtor japonês.

Outra exceção, é Christian Gross, treinador do Basiléia, equipe de futebol de maior sucesso na Suíça atualmente e líder inconteste do atual campeonato (21 jogos e nenhuma derrota). Com sua careca reluzente, Gross é o “garoto-propaganda” da marca japonesa mais conhecida no mundo.

Os dois são exceções que confirmam a regra. E a regra é a plástica impecável de jovens que quando não são modelos, poderiam ser.

“Tenha o frescor de uma rosa”

A esse respeito, o que muita gente não sabe são as exigências impostas às garotas que trabalham nos estandes do Salão do Automóvel de Genebra. Elas recebem instruções e recomendações sobre a maneira de se comportar, de se apresentar, de se vestir, incluindo roupas íntimas e o esmalte para unhas. E até mesmo sobre higiene corporal e sobre o regime alimentar (que deve ser leve, ficando proibidos os sanduíches e os chocolates).

Quanto as recomendações relativas a roupas íntimas de determinada marca, dá-se o desconto: é para não “pegar frio”.

Outras recomendações, como estas, podem surpreender: “Seja viçosa como uma rosa das 8 da manhã às oito da noite”. Ou ainda: “Seja exuberante das 10 às 21:00 horas”.

Não devia surpreender então outras instruções que insistem no banho diário, no perfume discreto e na importância do desodorante. Tudo isso porque essas recepcionistas “são a imagem da marca”. Nesse caso, as aparências e as impressões que suscitam são muito importantes...

Elas têm, no entanto, um papel difícil: exacerbar a feminilidade sem se deixarem devorar pelos “predadores”.

swissinfo, J.Gabriel Barbosa

×