Navigation

Guarda ucraniano morto em confronto na fronteira com a Rússia

Separatista pró-Rússia em posto de controle de Metalist, ao norte de Lugansk, em 28 de junho afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 02. julho 2014 - 10:10
(AFP)

Os separatistas pró-Rússia do leste da Ucrânia atacaram com morteiros um posto de fronteira na terça-feira à noite e mataram um guarda ucraniano, anunciaram as tropas de Kiev.

Quase 20 obuses foram disparados a partir da localidade de Markino, no posto de fronteira de Novoazovsk, na região de Donetsk.

Os separatistas abriram fogo contra vários guardas que seguiam para o posto para o início de turno. Quatro agentes ficaram feridos, dois deles em estado grave.

O controle da fronteira com a Rússia é um dos principais objetivos da "operação antiterrorista" realizada por Kiev desde o fim, na segunda-feira, do cessar-fogo que o presidente Petro Poroshenko não aceitou prolongar.

Kiev tenta garantir o controle do território nacional e impedir a entrada de reforços para os separatistas pró-Moscou.

A imprensa ucraniana informou nesta quarta-feira sobre disparos de artilharia nos arredores de Donetsk, capital de uma das duas regiões separatistas, mas os correspondentes da AFP não conseguiram confirmar a informação.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?