Navigation

Opas pede que Nicarágua aplique medidas "com efeito imediato" para conter COVID-19

Ciro Ugarte (D), diretor do Departamento de Emergências Sanitárias da Opas, e Carissa Etienne (I), diretora da Opas em coletiva de imprensa sobre a COVID-19 na sede da Opas em Washington, DC, em 6 de março de 2020. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 26. maio 2020 - 20:00
(AFP)

A Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) instou a Nicarágua nesta terça-feira a aplicar "com efeito imediato" as medidas recomendadas pela agência para impedir a disseminação da COVID-19, pedindo "total transparência" da situação no país.

Uma semana depois de denunciar o governo de Daniel Ortega por não cumprir seu compromisso internacional de relatar casos e mortes no país devido ao novo coronavírus, o diretor de emergências de saúde da Opas, Ciro Ugarte, disse que os dados finalmente divulgados recentemente mostram que há transmissão comunitária do vírus na Nicarágua.

Ugarte indicou que a Opas tem especialistas internacionais "prontos" para avaliar a evolução da pandemia no país da América Central.

"Esta oferta ainda não foi aceita pelo governo nicaraguense", disse ele durante a coletiva semanal da OPAS. "No entanto, apelamos a todas as entidades públicas e privadas da Nicarágua para que implementem, com efeito imediato, todas as recomendações fornecidas pela OPAS", acrescentou.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.