Navigation

Coronavírus: os números da Suíça

Denis Balibouse/Keystone

Apresentamos aqui os números mais importantes sobre o curso da pandemia na Suíça. Os gráficos são atualizados automaticamente.

Este conteúdo foi publicado em 15. abril 2021 - 08:21
SRF Data
Conteúdo externo
Conteúdo externo
Conteúdo externo
Conteúdo externo

Na Suíça, existem várias fontes de dados sobre o surto e a propagação do coronavírus. Os dados são coletados principalmente pelos cantões, mas também são publicados uma vez por dia pelo Departamento Federal de Saúde Pública (BAGLink externo, na sigla em alemão). Especialmente no caso de pessoas falecidas, a FOPH às vezes publica números que estão alguns dias atrasados para os cantões.

Os gráficos aqui mostrados são contínua e automaticamente atualizados de segunda à sexta-feira e uma vez por dia com os dados mais recentes. Portanto, os números para o dia atual ainda podem mudar. Acontece que os alguns casos são acrescentados apenas a posteriori e os números podem, portanto, mudar constantemente.

Conteúdo externo

Situação atual na Suíça

Vários pontos de dados podem ser usados para avaliar a situação atual na Suíça. Novas infecções registradas diariamente são uma delas. No entanto, distribuídas ao longo dia, não são muito significativas, pois estão sujeitas a fortes flutuações. Portanto, recomendamos ao leitor não se concentrar nos dias individuais, mas sim no desenvolvimento do quadro geral.

Conteúdo externo
Conteúdo externo
Conteúdo externo

Para que as novas infecções sejam significativas e para que a situação possa ser corretamente avaliada, é importante testar. Os dados disponíveis sobre os testes de despistagem realizados mostram variações entre os cantões.

Conteúdo externo

A porcentagem de resultados positivos de todos os testes realizados, a chamada taxa positiva, dá uma indicação se as novas infecções relatadas fornecem uma boa imagem da situação. Desde que este número não exceda o limite de 5%, conforme definido pelas diretrizes da OMS, pode-se supor que a maioria dos casos é detectada. Entretanto novas estratégias como aplicação de testes - rápidos, de saliva e despistagem em massa - a taxa de resultados positivos é influenciada e perde, assim, sua importância. É por isso que o Conselho Federal, por exemplo, decidiu não utilizar mais a taxa positiva como referência para a aplicação de medidas. No entanto, continuamos a exibir os números nestes gráficos, pois indicam a intensidade da detecção no país.

Conteúdo externo

Que grupos são mais atingidos pelo novo coronavírus? Uma questão é importante, pois a faixa etária das pessoas atualmente infectadas pode dar uma indicação do que se pode esperar nos hospitais. Como regra geral, quanto mais jovens as pessoas infectadas, mais leve é o desenvolvimento da doença. Esta foi uma das razões pelas quais, embora o número de casos tenha aumentado no final do verão, os leitos hospitalares permaneceram vazios. Entretanto, pessoas de faixas etárias mais vulneráveis voltam agora a ser mais atingidas. O gráfico abaixo mostra a proporção de casos recentemente relatados nas diferentes faixas etárias.

Conteúdo externo

Desde 9 de julho, o Ministério da Saúde (ou Depto. Federal de Saúde Pública, BAG) tem sido novamente utilizado como fonte para o número de casos confirmados, já que alguns cantões não mais publicam os números regularmente. Desde 23 de dezembro, por uma questão de consistência, os dados do BAG também têm sido utilizados para os números de mortos.

Para a comparação internacional, utilizamos dados da Universidade Johns Hopkins, exceto onde são mostrados os números da Suíça. Por uma questão de consistência, os dados do Depto. Federal de Saúde Pública (BAG) também são utilizados aqui.

Conteúdo externo
Conteúdo externo
Conteúdo externo

(Edição técnica: Jonas Glatthard)

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.