Navigation

Skiplink navigation

Geleiras suíças diminuíram 10% em cinco anos

A velocidade do derretimento dos glaciares atingiu níveis recordes durante as ondas de calor do verão de 2019. Isso levou a mais um ano de grandes perdas de volume de gelo, de acordo com a comissão criosférica da Academia Suíça de Ciências. Assim, as geleiras da Suíça diminuíram 10% nos últimos cinco anos.

Este conteúdo foi publicado em 15. outubro 2019 - 10:41
A geleira Pizol perdeu 90% do seu volume desde 2006 Keystone

"Em 2019, mais uma vez, a ablação das geleiras (através do derretimento) ultrapassou a acumulação (através da queda de neve), como indicado pelas medições do balanço de massa de 20 geleiras suíças", disse a academia em um comunicado na terça-feira (15). 

A situação foi, no entanto, menos dramática do que nos dois anos anteriores. 

Em abril e maio, a cobertura de neve nas geleiras era de 20-40% maior do que o normal. Mas durante os dois períodos de calor intenso de uma semana no final de junho e no final de julho, o volume de neve e gelo derretido nas geleiras suíças em apenas 15 dias foi equivalente ao consumo anual total de água potável do país. 

Como resultado, a espessa camada de neve desapareceu rapidamente, e o forte derretimento persistiu até o início de setembro. 

"Isso significa que, nos últimos 12 meses, cerca de 2% do volume total de geleiras da Suíça foi perdido. Ao todo, nos últimos cinco anos, a perda foi superior a 10% - uma queda nunca antes observada nas séries temporais que se estendem por mais de um século". 

O retrocesso das pequenas geleiras continua inabalável, disseram os pesquisadores. Mais de 500 geleiras, geralmente sem nome, já desapareceram desde 1900. Eles observaram que 2019 viu a remoção da geleira Pizol da rede de monitoramento.


Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo