Perspectivas suíças em 10 idiomas

Consumo de cerveja volta a crescer na Suíça pós-pandêmica

cervejas
Em média, cada residente suíço comprou mais de 50 litros de cerveja durante o ano passado. Keystone / Matthias Balk

O clima ensolarado e seco, juntamente com o fim das restrições da Covid, impulsionou um aumento na quantidade de cerveja bebida na Suíça durante o ano passado, informou a indústria cervejeira.

No ano de 2021-2022 (outubro a outubro), as vendas de cerveja pelas cervejarias suíças subiram novamente após dois anos de declínio, disse a Associação Suíça de Cervejarias (SBA) na terça-feira.

No total, os produtores suíços venderam 3,64 milhões de hectolitros, 9% acima do ano anterior, apesar do fato de que os primeiros meses do ano foram marcados por regulamentações pandêmicas rigorosas. Quando as cervejas importadas são incluídas, as vendas totais aumentaram 6%, para 4,69 hectolitros.

As cervejarias disseram que o motivo da recuperação foi em grande parte o fim das restrições relacionadas à pandemia, mas também o clima ensolarado e seco nos meses de primavera e verão de 2022.

Mostrar mais
Brasserie Trois Dames à Ste-Croix

Mostrar mais

Quando os barris de cerveja ameaçam transbordar

Este conteúdo foi publicado em Poucas pessoas sabem disso, mas a Suíça tem um recorde mundial em um campo bastante incomum: o número de cervejarias em relação à sua população. Com 1021 produtores de cerveja funcionando em todo o seu território no final de 2018, a Suíça está à frente de países como a República Tcheca, Alemanha, Bélgica e Áustria, conhecidos…

ler mais Quando os barris de cerveja ameaçam transbordar

O boom das cervejas não-alcoólicas também continuou: as vendas de cervejas não-alcoólicas aumentaram 20,6%, com as cervejas não-alcoólicas atingindo uma participação de mercado de 5,7%. A SBA disse esperar que isto chegue a 10% nos próximos cinco anos.

Situação ainda tensa

Entretanto, a indústria ainda precisa de “algum tempo antes de atingir os níveis pré-Covid”, disse o diretor da SBA, Marcel Kreber. Em 2018-2019, foram vendidos 4,74 milhões de hectolitros.

A SBA também disse que a situação das cervejarias permaneceu “extremamente tensa”, apesar da alta: o aumento dos preços da energia, assim como a escassez e o aumento dos custos de embalagens e matérias-primas, estão causando dores de cabeça.

De acordo com o Departamento Federal de Estatística (FSO), o preço da cerveja ao consumidor subiu 6,8% nos últimos 12 meses.

Conteúdo externo
Não foi possível salvar sua assinatura. Por favor, tente novamente.
Quase terminado… Nós precisamos confirmar o seu endereço e-mail. Para finalizar o processo de inscrição, clique por favor no link do e-mail enviado por nós há pouco
Notícias diárias

Receba as notícias mais importantes da Suíça em sua caixa postal eletrônica.

Diariamente

A política de privacidade da SRG SSR oferece informações adicionais sobre o processamento de dados. 


Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

SWI swissinfo.ch - sucursal da sociedade suíça de radiodifusão SRG SSR

SWI swissinfo.ch - sucursal da sociedade suíça de radiodifusão SRG SSR