Procura-se desempregados para colheitas

O coronavírus brecou a entrada de trabalhadores sazonais na Suíça. © Keystone / Gaetan Bally

Os agricultores suíços convidam pessoas que foram temporariamente despedidas dos seus empregos normais a contribuir para a colheita da primavera. A oferta habitual de trabalhadores sazonais vindos do estrangeiro secou devido aos bloqueios provocados pelo coronavírus e às restrições fronteiriças.

Este conteúdo foi publicado em 03. abril 2020 - 17:07

Sem trabalhadores de reserva, as culturas sazonais, como os espargos, poderiam ser desperdiçadas, alertam os agricultores.

O apelo foi apoiado pelo Ministro da Economia, Guy Parmelin. " Peço a todos os que procuram trabalho que vão para os campos para ajudar os agricultores. Os legumes de primavera precisam de ser colhidos e é difícil conseguir a entrada de trabalhadores sazonais do estrangeiro [na Suíça]", disse ele à revista Schweizer Illustrierte.

Thomas Wyssa, porta-voz dos horticultores do noroeste da Suíça, disse à emissora pública de língua alemã SRF que os trabalhadores do setor hoteleiro ou da restauração que foram aconselhados pelos seus empregadores a ficar em casa durante a pandemia podem vir trabalhar nos campos.

"Esta é uma situação precária que será difícil de resolver num tão curto espaço de tempo disponível", afirmou.

‘As pessoas querem ajudar’

Os trabalhadores temporários de países como Portugal, Espanha, Polônia e Romênia são geralmente utilizados na plantação da próxima safra para a colheita no final do ano.

Mathias Grünig, da Associação dos Agricultores Berneses, afirmou que os trabalhadores suíços despedidos começam a responder aos pedidos de ajuda do setor agrícola. "Isto nunca aconteceu antes e mostra que as pessoas querem ajudar", disse ele à SRF.

No entanto, Grünig alertou para o fato de o trabalho poder ser muitas vezes extenuante e suscetível ao clima, além do fato de que os salários não são elevados.

Parmelin disse que havia outras formas de o povo suíço poder ajudar os agricultores. "Apelo aos consumidores para que bebam vinho suíço e comam produtos suíços".

Conteúdo externo



Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo