Navigation

Skiplink navigation

Suíça tem estoque de máscaras para toda a população até o fim de 2020

Tanto os fabricantes locais quanto os grandes varejistas não esperam nenhum gargalo no fornecimento de máscaras até o final do ano. Keystone / Ennio Leanza

Conforme as novas regras emitidas no domingo pelo Conselho Federal, tornando o uso de máscaras obrigatórias em espaços públicos fechados em todo o país, autoridades, varejistas e fabricantes afirmam que há já um número suficiente de equipamentos de proteção em estoque para durar até o final do ano.

Este conteúdo foi publicado em 19. outubro 2020 - 14:06
SRF/gw

O estoque obrigatório de máscaras mantido pelo Departamento Federal de Defesa está "transbordando", disse um porta-voz à televisão pública suíça SRF. Os grandes varejistas Migros e Coop também disseram que não previram nenhum gargalo de fornecimento.

Os hospitais, que sofreram uma escassez de equipamentos de proteção pessoal nos primeiros dias da pandemia, asseguraram desde então reservas suficientes para pelo menos 12 semanas, disse à SRF o secretário-geral da Direção Cantonal de Saúde.

O fabricante local de máscaras Wernli, no cantão de Aargau (Argóvia), produz atualmente 500.000 máscaras por dia.

"Estamos lidando muito bem com os pedidos dos clientes, e este deve ser mais ou menos o caso para nossos concorrentes também", disse Felix Schönle.

Cerca de 20% das máscaras vendidas na Suíça são fabricadas no país, embora a dependência de fornecimentos estrangeiros, particularmente da China, permaneça alta.

Padrão suíço para máscaras de tecido esperado para o início de 2021

Enquanto isso, a pedido dos fabricantes, a Associação Suíça de Padronização está desenvolvendo um padrão para máscaras de tecido, informou a SRF. Embora possa levar vários anos para emitir uma norma, os especialistas envolvidos no processo querem acelerar seu desenvolvimento para que esta norma possa ser aplicada já no início de 2021.

A força-tarefa científica nacional Covid-19 emitiu recomendações para a produção de máscaras de tecido na primavera. No entanto, testes de laboratório realizados por uma feira de consumo na SRF revelaram que sete de cada oito máscaras de tecido não atendem aos requisitos de filtragem.

Atualmente não há certificação nacional ou internacional para máscaras de tecido. Aderir a um padrão suíço seria voluntário para os fabricantes.

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

Partilhar este artigo