Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Piloto suíço está satisfeito com primeira temporada na F1

Por

Buemi terminou em 8° lugar no Grande Prêmio de Abu Dhabi.

(Keystone)

O piloto Sébastien Buemi conta à swissinfo.ch que está satisfeito com sua primeira temporada, apesar das dificuldades vividas. Buemi terminou em 16º lugar entre os pilotos, marcando seis pontos nas últimas provas.

O piloto de 21 anos confirmou domingo à televisão suíça que renovou seu contrato com a escuderia Toro Rosso para a próxima temporada.

Buemi estreou na temporada com um 7° lugar em Melbourne, em março de 2009. Depois de 12 provas sem marcar pontos, a escuderia Toro Rosso recuperou-se nas últimas provas. O piloto suíço marcou pontos no Brasil (7° lugar) e em Abu Dhabi (8°).

swissinfo.ch: Que impressão você tem da primeira temporada na F1?

Sébastien Buemi: Foi uma boa temporada. Naturalmente houve aspectos positivos e negativos, mas estou satisfeito. Terminar com seis pontos com o carro que tive é um bom resultado.

swissinfo.ch: Você começou e terminou bem a temporada, o que aconteceu no meio?

S.B.: Não foi fácil. Como menor escuderia da F1, não pudemos contar com o 'duplo difusor' (um acessório aerodinâmico utilizado dede o começo do ano pela Brawn, Toyota e Williams, que melhora a aderência dos pneus traseiros do carro), o que foi um grande problema para nós.

Tivemos a última versão do difusor nas últimas três corridas. Isso explica as melhores atuações desde o Grande Prêmio do Japão. Foi uma pena ter vivido a metade da temporada de maneira tão difícil. Mas continuamos a trabalhar duro e a equipe fez um trabalho sensacional para conseguir as peças que permitiram ser muito mais rápido no final da temporada.

Porém, isso faz parte da F1 – algumas escuderias evoluem mais rapidamente do que outras. Tínhamos um problema e trabalhamos muito para terminar bem. Agora temos que continuar neste inverno para termos um carro competitivo a partir do início em 2010.

swissinfo.ch: O domínio da Brawn foi devido a esse duplo difusor?

S.B.: A Brawn começou o campeonato com um carro muito competitivo, muito mais do que todas as outras escuderias. Por isso, eles acumularam muitos pontos no início da temporada.

Controlaram bem o campeonato, mas no final a Red Bull os alcançou e inclusive superou. Como a Brown tinha muitos pontos de vantagem, foi impossível para a Red Bull ganhar. Se eles não tivessem o duplo difusor, a Red Bull teria vencido facilmente o campeonato.

swissinfo.ch: Sua impressão da F1 mudou depois de vê-la por dentro?

S.B.: É ligeiramente diferente do que eu esperava. Não esperava de maneira alguma ter uma melhora enorme no desempenho do carro durante a temporada.

Outra coisa é que eu esperava que as semanas passassem mais lentamente. A temporada voa e nos fins de semana de corrida não há tempo para se preparar como eu gostaria.

Em teoria, temos quatro horas de treinos livres, que parecem muito no final de semana, mas que, de fato, você tem de estar imediatamente a 100% para regular o motor o melhor possível e escolher os pneus. Tem muita coisa para preparar que as pessoas de fora não imaginam.

swissinfo.ch: Você mudou como piloto durante a temporada?

S.B.: É difícil saber o quanto evoluí porque é um processo que leva tempo. Agora conheço todos os circuitos e os pilotos, e tudo me parece bastante normal.

Não creio que meu estilo de dirigir tenha mudado. Sou bastante cuidadoso com o carro. Não tive grandes problemas com os pneus ou com o material. É preciso encontrar um equilíbrio entre ser agressivo e poupar os pneus. Isso será ainda mais importante no ano que vem, com as novas normas que obrigam a abastecer no início para toda a prova.

Não poderemos parar nos boxes para abastecer, somente para trocar os pneus. Teremos que largar com uma enorme quantidade de combustível e não será fácil. Será preciso se acostumar com o enorme desgaste dos freios e das rodas. Vai ser muito diferente dirigir um carro de 800 kg do que um de 650. Talvez tenhamos que mudar nossa maneira de dirigir.

swissinfo.ch: A vida de um piloto de F1 parece trabalho duro. Como são as festas glamorosas cheias de celebridades?

S.B.: (Risos) Infelizmente não é o que você imagina. Há muito pouco tempo para essas coisas. Passa-se muito tempo para se concentrar e fazer a preparação física para estar na melhor forma possível nas corridas. As temperaturas no carro podem chegar a 50 ou 60 graus.

É preciso estar bem preparado e durante uma corrida não há tempo para essas coisas. Também há horas de reuniões, portanto, é difícil encontrar tempo livre. Agora estou aqui com a minha família, mas aqui também o tempo é curto.

Simon Bradley, swissinfo.ch
(Adaptação: Claudinê Gonçalves)

Sébastien Buemi

Nasceu em Aigle, estado de Vaud (oeste) em 31 de outubro de 1998.

Depois de correr em karting, esteve em 2004 e 2005 na Fórmula BMW alemã, terminando em terceiro e segundo lugares. Também foi vice-campeão da FBMW World Final de 2005.

Buemi disputou Fórmula Três Euroseries em 2006, ficando em 12° lugar. Em 2007 ficou em segundo.

Competiu na GP2 em 2007 e 2008, com duas vitórias no último ano e 6° lugar no campeonato.

Em 2009, primeira temporada na F1, terminou em 16° lugar, com seis pontos (GP Austrália: 7º/2 pontos; GP da China: 8º/1 ponto; GP do Brasil: 7º/2 pontos; Abu Dhabi: 8º/1 ponto).

Aqui termina o infobox

Pilotos suíços na F1

Andrea Chiesa — três Grandes Prêmios (1992)
Emmanuel de Graffenried — 22 GP (1950, 1951, 1952, 1953, 1954, 1956)
Jean-Denis Delétraz — três GP (1994, 1995)
Rudi Fischer — sete GP (1951, 1952)
Gregor Foitek — sete GP (1990)
Franco Forini — dos GP (1987)
Peter Hirt — cinco GP (1951, 1952, 1953)
Loris Kessel — três GP (1976)
Michael May — dois GP (1961)
Silvio Moser — 12 GP (1967, 1968, 1969, 1970, 1971)
Clay Regazzoni — 132 GP (1970, 1971, 1972, 1973, 1974, 1975, 1976, 1977, 1978, 1979, 1980)
Albert Scherrer — um GP (1953)
Heinz Schiller — um GP (1962)
Rudolf Schoeller — um GP (1952)
Jo Siffert — 96 GP (1962, 1963, 1964, 1965, 1966, 1967, 1968, 1969, 1970, 1971)
Marc Surer — 82 GP (1979, 1980, 1981, 1982, 1983, 1984, 1985, 1986)
Jo Vonlanthen — um GP (1975)
Heini Walter — um GP (1962)

Aqui termina o infobox


Links

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

×