Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Aceitação de estrangeiros aumenta na Suíça

Família de estrangeiros visita Parlamento suíço no dia das portas abertas (31/7/09).

(Keystone)

Segundo uma pesquisa de opinião pública, "apenas" 45,7% dos suíços acham que há estrangeiros demais no país. Há dez anos, mais da metade pensava isso.

O ceticismo em relação aos imigrantes diminuiu, apesar de ter aumentado a participação dos estrangeiros no conjunto da população suíça.

Uma sondagem feita pelo instituto de pesquisa de opinião pública Isopublic em 1998, quando o país tinha 1,4 milhão de imigrantes (19% da população) mostrou que mais da metade dos suíços (52,3%) considerava esse índice elevado demais.

No final de setembro de 2009, 1.666.935 estrangeiros viviam na Suíça, o que representa 21,7% da população do país. Uma repetição da pesquisa concluiu que agora "apenas" 45,7% dos suíços considera demasiada a presença de imigrantes no país – 53,7% acham que não.

A sondagem foi encomendada pela Ecopop, uma organização ambientalista que se opõe ao crescimento populacional por acreditar que ele é um dos principais fatores de degradação do meio ambiente. Os resultados foram publicados com exclusividade pelo jornal Tages Anzeiger, de Zurique, no último domingo.

Sociedade multicultural



Os números sugerem que o ceticismo em relação aos estrangeiros diminui à medida que o número deles aumenta na Suíça. Segundo a deputada federal Yvonne Gilli, para muitos, a sociedade multicultural se tornou uma obviedade.

Além disso, com a abertura das fronteiras suíças para mão de obra da União Europeia, o perfil dos imigrantes mudou. Chegam cada vez mais profissionais altamente qualificados ao país.

O livro A nova imigração – a Suíça entre a conquista de cérebros e o medo da invasão de estrangeiros, publicado em outubro de 2008, revelou que 60% dos executivos das empresas suíças cotadas nas bolsas são estrangeiros (veja link).

Outro exemplo: na Escola Politécnica Federal de Zurique, 40% dos professores vêm do exterior; na Universidade de Zurique, 30% dos docentes são alemães. A maioria (63,2%) dos imigrantes na Suíça vem dos 27 países da União Europeia e da Associação Europeia de Livre Comércio (Islândia, Liechtenstein e Noruega).

Diferenças regionais e partidárias

A pesquisa feita pelo Isopublic junto a 1103 suíços entre 21 de outubro e 3 de novembro mostra diferenças de opinião, dependendo da região ou da filiação partidária dos entrevistados.

De acordo com os resultados, a Suíça francesa (oeste) e italiana (sul) é bem mais receptiva aos imigrantes do que a parte alemã do país, que representa 60% da população.

Segundo a pesquisa, para 75,3% dos partidários da conservadora União Democrática de Centro (UDC), a participação dos estrangeiros na população suíça é elevada demais. A maioria dos social-democratas (75%) e dos verdes (78,2%) são da opinião de que não há imigrantes demais no país.

Mesmo assim, o deputado federal social-democrata Hans Fehr acredita que as opiniões possam mudar rapidamente com a chegada de mais trabalhadores pouco qualificados do Leste Europeu. "A próxima sondagem terá outros resultados", disse ao Tages Anzeiger.

O estrategista da UDC, Chistroph Blocher, disse em entrevista a jornal Sonntag que o partido avalia a possibilidade de lançar uma iniciativa popular pela revogação ou renegociação dos acordos bilaterais com a União Europeia sobre a livre circulação de mão de obra.

swissinfo.ch com agências

Estrangeiros na Suíça

Segundo a Secretaria Federal de Migração, no final de agosto passado, 1.666.935 estrangeiros viviam na Suíça – 48. 088 (3%) a mais do que no mesmo mês do ano passado.

Os imigrantes representam 21,7% da população suíça. Mais da metade (63,2%) vem dos 27 países da União Europeia e da Associação Europeia de Livre Comércio (Islândia, Liechtenstein e Noruega).

Os principais países de origem dos estrangeiros são:
Itália: 289. 650 (17,4%)
Alemanha: 245.249 (14,7%)
Portugal: 203.082 (12,2%)
Sérvia: 164.167 (9,8%)
França: 88.442 (5,3%)
Turquia: 71.369 (4,3%)
Espanha: 64.062 (3,8%)
Macedônia: 60.058 (3,6%)
Bósnia-Herzegovina: 36.571 (2,2%)
Áustria: 36.210 (2,2%)
Outros: 408.075 (24,5%)

Aqui termina o infobox
(swissinfo.ch)


Links

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

×