Navigation

Empresa suíça lança teste rápido que determina severidade da Covid-19

O choque séptico é uma das maiores complicações da Covid-19. Keystone / Pablo Gianinazzi

A empresa de tecnologia médica Abionic, baseada em Lausanne, criou o primeiro teste rápido de sangue para ajudar os médicos a decidir se os pacientes de Covid-19 precisam de tratamento em unidades de terapia intensiva.

Este conteúdo foi publicado em 27. novembro 2020 - 09:06
Keystone-SDA/jdp

De acordo com uma apresentaçãoLink externo da Abionic, o teste batizado de Covid-19 Severity Score usa uma pequena amostra de sangue da ponta do dedo para determinar a gravidade da doença e a probabilidade de piora. Os médicos recebem os resultados do teste em cinco minutos e podem então decidir se um paciente deve ser admitido em terapia intensiva, transferido para uma enfermaria geral do hospital ou receber alta do hospital.

O teste tem o objetivo de aliviar a carga sobre os profissionais de saúde e unidades de terapia intensiva que estão atingindo seus limites de capacidade em alguns países com alto número de pacientes Covid-19.

A Abionic adaptou o processo de diagnóstico que desenvolveu para a detecção de sepse, ou septicemia, uma infecção bacteriana e/ou viral cujas complicações são fatais, para uso na Covid-19, a fim de proporcionar resultados mais rápidos. O teste de gravidade do Covid-19 é baseado no " índice seqüencial de avaliação de falência de órgãos" (SOFA score, no original em inglês), que é rastreado pelos hospitais para determinar o estado de um paciente em unidades de terapia intensiva com base no funcionamento dos órgãos.

"Já em março deste ano, notamos em muitas publicações diferentes que uma das causas mais freqüentes de morte em pacientes de Covid-19 era de fato a sepse bacteriana", disse o CEO da Abionic Nicolas Durand à agência de notícias Reuters.

O teste foi validado em estudos clínicos envolvendo várias centenas de pacientes em vários países e hospitais, e recebeu aprovação para uso na Europa.

Fundada em 2010 como uma spin-off do Instituto Federal Suíço de Tecnologia de Lausanne (EPFL), a Abionic distribui seus testes e dispositivos principalmente na Europa. A empresa recebeu quase CHF 37 milhões (US$ 40,7 milhões) de investidores em três rodadas de financiamento.

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

Partilhar este artigo