Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

SRG planeja cortes na swissinfo.ch

Nuvens no horizonte da swissinfo.ch

(swissinfo.ch)

A Sociedade Suíça de Radiodifusão (SRG SSR idée suisse) pretende economizar até 7 milhões de francos (US$ 6,42 milhões) em custos da plataforma de internet swissinfo.ch, destinada a um público internacional.

Até o final de 2009, três modelos serão avaliados quanto à sua viabilidade e ao potencial de economia, sem redução da quantidade e da qualidade do serviço prestado.

A necessidade de reduzir os custos decorre da situação financeira da SRG SSR idée suisse, responsável pelas emissoras de rádio e televisão públicas da Suíça e que também cobre 50% do orçamento da swissinfo.ch, de 26 milhões de francos ao ano – a outra metade é financiada com recursos do governo federal mediante aprovação do Parlamento.

A SRG SSR idée suisse, maior empresa de mídia eletrônica da Suíça, é mantida por taxas pagas pelos ouvintes e telespectadores e, em parte, por publicidade. Em 2008, ela teve um déficit de 79 milhões de francos – 24 milhões a mais do que o esperado. Para 2009, o déficit previsto no orçamento é de 25 milhões de francos.

Opções da swissinfo.ch



Sob a responsabilidade de três diretores - Peter Schibli (swissinfo.ch), Gilles Marchand (TSR - Televisão da Suíça Francesa) e Walter Rüegg (SR DRS - Rádio da Suíça Alemã) serão avaliados até o final deste ano três modelos de redução de custos na swissinfo.ch.

Os três modelos em discussão são: otimização da atual unidade empresarial swissinfo.ch em Berna, integração da swissinfo.ch à TSR em Genebra ou integração da swissinfo.ch à sucursal de Berna da SR DRS. Segundo o conselho de administração da SRG, independentemente da opção que for escolhida, a qualidade e a quantidade do serviço da swissinfo.ch deverão ser mantidas.

A swissinfo.ch é uma unidade empresarial da SRG idee suisse, com 148 funcionários que partilham 123 empregos de tempo integral. Sucessora da Rádio Suíça Internacional fundada em 1935, há dez anos ela está presente na internet.

Sua tarefa é informar os suíços no estrangeiro (676.176 pessoas no final de 2008) sobre acontecimentos em sua pátria, bem como fornecer informações sobre a Suíça ao público internacional interessado no país.

Para cumprir essa tarefa, o Conselho Federal (Executivo) outorgou à swissinfo.ch o mandato para o período de 2007 a 2011 de publicar na internet um serviço de informação multilíngue, multimídia e de alta qualidade.

Reação da ASO



A Organização dos Suíços do Estrangeiro (ASO) rejeita cortes na swissinfo.ch. "Se a SSR precisa fazer economia, que ela veja onde pode fazê-la alhures. Não se pode sempre pensar sobre as costas de quem se deve fazer economia sem questionar o sacrifício que isso implica", disse o presidente da ASO, o ex-deputado liberal Jacques-Simon Egli à Rádio da Suíça Francesa.

Segundo Egli, nos últimos anos, os suíços do estrangeiro sofreram repetidas vezes as consequências de cortes orçamentários que foram mal pensados: diminuição excessiva do número de consulados, cortes excessivos na revista destinada aos suíços do estrangeiro. "Agora a SSR planeja, de fato, um golpe baixo, e eu acho que o Parlamento deve se dar conta das consequências de uma decisão dessas".

swissinfo.ch (com agências e TSR)

SRG SRR idée suisse

A SRG SRR idée suisse abrange sete empresas regionais e três sociedades subsidiárias. Com 6.100 funcionários (4.800 empregos de tempo integral), um faturamento anual de 1,6 bilhão de francos, 18 emissoras de rádio e 8 de televisão, bem como websites e serviços de teletexto complementares, ela é a maior empresa de mídia eletrônica na Suíça.

Como empresa sem fins comerciais, cerca de 70% do financiamento da SRG SRR vêm das taxas pagas pelos ouvintes e telespectadores e cerca de 30% de atividades comerciais. Ela é política e economicamente independente.

A empresa já está implementando medidas de contenção de despesas no valor de mais de 100 milhões de francos até 2010 (leia mais "números, dados e fatos" sobre a SRG SRR no link abaixo).

Aqui termina o infobox

Mais público para swissinfo.ch

Segundo um estudo independente da empresa Mediapulse, nove entre dez suíços do estrangeiro estão satisfeitos com o serviço de informações da plataforma multilíngue swissinfo.ch.

De acordo com o relatório de 2008, o site de um aumento de 55% do número de usuários no ano passado. Entre os suíços dos estrangeiros, o percentual dos que conhecem o site aumentou de 14% para 37% nos últimos seis anos.

Aqui termina o infobox


Links

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×