Perspectivas suíças em 10 idiomas

Nestlé lança instituto de embalagens para tratar lixo plástico

lab
Em 2017, a Nestlé investiu cerca de CHF 1,7 bilhão em pesquisa e desenvolvimento, dos quais 58% na Suíça Keystone / Laurent Gillieron

A gigante suíça alimentícia Nestlé lançou um novo instituto de embalagens com o objetivo específico de abordar o problema mundial dos resíduos plásticos. Uma tarefa difícil para uma indústria que tem sido vista como um dos principais contribuintes para o problema.

“A nossa visão é um mundo em que nenhuma das nossas embalagens acabe em aterro ou como lixo”, afirmou Mark Schneider, CEO da Nestlé, na abertura do Instituto de Ciências da Embalagem da NestléLink externo, na quinta-feira (12).

Há mais de um ano, a empresa comprometeu-se a tornar 100% das suas embalagens recicláveis ou reutilizáveis até 2025 e, em janeiro, reconheceu que tem de ir além da reciclabilidade para procurar materiais alternativos.

Em uma declaração, a empresa diz que o instituto vai focar na pesquisa e desenvolvimento de embalagens reutilizáveis, embalagens simplificadas e recicladas, papéis de proteção de alto desempenho, bem como materiais orgânicos, compostáveis e biodegradáveis.

A Nestlé tem enfrentado fortes críticas da Greenpeace, entre outras ONG, pela sua contribuição para os resíduos públicos. Uma classificação recente revelou que a empresa sedeada em Vevey, juntamente com a Coca-Cola e a PepsiCo, são responsáveis por 14% da poluição de plástico com rótulos encontrado em todo o mundo.

Cerca de 50 funcionários trabalham no instituto em parceria com cientistas externos e startups. A Nestlé recusou-se a divulgar o tamanho do investimento, mas disse que as tecnologias desenvolvidas no instituto poderiam ser licenciadas a terceiros.

A Suíça é considerada um dos piores infratores quando se trata de embalagens, consumindo três vezes mais plástico do que outros países europeus, mas reciclando 30% menos. A cada ano, a Suíça gera quase 100 kg de resíduos plásticos per capita – mais de três vezes que a média europeia.

Compromisso climático

A empresa também anunciou o compromisso de atingir zero emissões de gases de efeito estufa até 2050.

Este anúncio surge na preparação da Cimeira das Nações Unidas sobre a Ação Climática que terá lugar na próxima semana em Nova York. A Nestlé diz que planeja assinar um compromisso empresarial para ajudar a manter o aumento da temperatura global abaixo de 1,5°C.

A empresa apresentou algumas ações que pretende empreender para cumprir este compromisso, incluindo o lançamento de mais produtos com uma melhor pegada ambiental, tais como opções de alimentos e bebidas à base de plantas. Também planeja reformular seus produtos usando mais “ingredientes amigos do clima”.

Em uma declaração, Magdi Batato, vice-presidente executivo e chefe de operações da Nestlé, disse: “Para alinhar os nossos objetivos com o de 1,5°C, estamos transformando as nossas operações. Isto conduzirá a uma importante mudança na forma como os nossos ingredientes são produzidos e obtidos”.

A Nestlé indicou que irá desenvolver um plano cronológico, incluindo metas provisórias consistentes com o objetivo de 1,5°C.

swissinfo.ch/fh

Notícias

Imagem

Mostrar mais

Mercado brasileiro de café atrai Nestlé

Este conteúdo foi publicado em Por meio de sua marca Nescafé, a empresa está focando especialmente nas necessidades e desejos do mercado jovem.

ler mais Mercado brasileiro de café atrai Nestlé
Imagem

Mostrar mais

FIFA abre portas para sair da Suíça

Este conteúdo foi publicado em A entidade máxima do futebol internacional lançou as bases formais para uma saída teórica de sua sede em Zurique.

ler mais FIFA abre portas para sair da Suíça
Imagem

Mostrar mais

Suíça introduz banco de dados para passageiros aéreos

Este conteúdo foi publicado em A Suíça planeja introduzir um banco de dados para os passageiros de voos para coletar e processar dados pessoais em uma tentativa de combater o terrorismo e crimes graves.

ler mais Suíça introduz banco de dados para passageiros aéreos
Imagem

Mostrar mais

Gel suíço pode curar embriaguez

Este conteúdo foi publicado em Um gel recém-desenvolvido composto de proteínas de soro de leite decompõe o álcool no corpo e pode reduzir seus efeitos nocivos e intoxicantes em humanos.

ler mais Gel suíço pode curar embriaguez
bondinho

Mostrar mais

Bondinhos suíços bombaram no inverno 2023-2024

Este conteúdo foi publicado em Na temporada de inverno até o final de abril de 2024, as operadoras de bondinhos e teleféricos transportaram 3% mais visitantes em comparação com o inverno anterior e 5% a mais do que a média de cinco anos.

ler mais Bondinhos suíços bombaram no inverno 2023-2024
rio

Mostrar mais

Suíça investirá 1 bi para evitar enchentes no Reno

Este conteúdo foi publicado em Como parte de um acordo internacional com a Áustria, o governo suíço quer investir CHF 1 bilhão (US$ 1,1 bilhão) em medidas de proteção contra enchentes ao longo do Reno nas próximas três décadas.

ler mais Suíça investirá 1 bi para evitar enchentes no Reno

Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

SWI swissinfo.ch - sucursal da sociedade suíça de radiodifusão SRG SSR

SWI swissinfo.ch - sucursal da sociedade suíça de radiodifusão SRG SSR