Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Pesquisa e desenvolvimento Nestlé lança instituto de embalagens para tratar lixo plástico

A gigante suíça alimentícia Nestlé lançou um novo instituto de embalagens com o objetivo específico de abordar o problema mundial dos resíduos plásticos. Uma tarefa difícil para uma indústria que tem sido vista como um dos principais contribuintes para o problema.

lab

Em 2017, a Nestlé investiu cerca de CHF 1,7 bilhão em pesquisa e desenvolvimento, dos quais 58% na Suíça

(Keystone / Laurent Gillieron)

"A nossa visão é um mundo em que nenhuma das nossas embalagens acabe em aterro ou como lixo", afirmou Mark Schneider, CEO da Nestlé, na abertura do Instituto de Ciências da Embalagem da NestléLink externo, na quinta-feira (12).

Há mais de um ano, a empresa comprometeu-se a tornar 100% das suas embalagens recicláveis ou reutilizáveis até 2025 e, em janeiro, reconheceu que tem de ir além da reciclabilidade para procurar materiais alternativos.

Em uma declaração, a empresa diz que o instituto vai focar na pesquisa e desenvolvimento de embalagens reutilizáveis, embalagens simplificadas e recicladas, papéis de proteção de alto desempenho, bem como materiais orgânicos, compostáveis e biodegradáveis.

A Nestlé tem enfrentado fortes críticas da Greenpeace, entre outras ONG, pela sua contribuição para os resíduos públicos. Uma classificação recente revelou que a empresa sedeada em Vevey, juntamente com a Coca-Cola e a PepsiCo, são responsáveis por 14% da poluição de plástico com rótulos encontrado em todo o mundo.

Cerca de 50 funcionários trabalham no instituto em parceria com cientistas externos e startups. A Nestlé recusou-se a divulgar o tamanho do investimento, mas disse que as tecnologias desenvolvidas no instituto poderiam ser licenciadas a terceiros.

A Suíça é considerada um dos piores infratores quando se trata de embalagens, consumindo três vezes mais plástico do que outros países europeus, mas reciclando 30% menos. A cada ano, a Suíça gera quase 100 kg de resíduos plásticos per capita - mais de três vezes que a média europeia.

Aqui termina o infobox

Compromisso climático

A empresa também anunciou o compromisso de atingir zero emissões de gases de efeito estufa até 2050.

Este anúncio surge na preparação da Cimeira das Nações Unidas sobre a Ação Climática que terá lugar na próxima semana em Nova York. A Nestlé diz que planeja assinar um compromisso empresarial para ajudar a manter o aumento da temperatura global abaixo de 1,5°C.

A empresa apresentou algumas ações que pretende empreender para cumprir este compromisso, incluindo o lançamento de mais produtos com uma melhor pegada ambiental, tais como opções de alimentos e bebidas à base de plantas. Também planeja reformular seus produtos usando mais "ingredientes amigos do clima".

Em uma declaração, Magdi Batato, vice-presidente executivo e chefe de operações da Nestlé, disse: "Para alinhar os nossos objetivos com o de 1,5°C, estamos transformando as nossas operações. Isto conduzirá a uma importante mudança na forma como os nossos ingredientes são produzidos e obtidos".

A Nestlé indicou que irá desenvolver um plano cronológico, incluindo metas provisórias consistentes com o objetivo de 1,5°C.


swissinfo.ch/fh

Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.